Um olho no presente e o outro no futuro

Já se questionou sobre para onde quer ir? Planear a sua carreira é um aspecto fulcral para atingir o sucesso que deseja. Muitos profissionais permitem que sejam as organizações a guiar a sua carreira. Neste caso, onde ficam os seus interesses, motivações, a sua vontade? É da sua vida que se trata e quem melhor para tomar decisões do que você mesmo?

A Transitar compilou 6 dicas
para orientá-lo na definição do seu plano de carreira:

1. Conheça-se
Comece por fazer um balanço pessoal e profissional. Concentre-se nos seus valores, que são os princípios fundamentais que orientam a sua vida. Alinhe os seus valores com a sua carreira.

2. As suas competências
Elabore uma lista com as suas hard skills e soft skills. Hard e Soft skills são duas componentes do nosso conhecimento que, quando conjugadas representam tudo aquilo que somos enquanto profissionais. As hard skills são competências técnicas. As soft skills são as suas características pessoais, aptidões subjectivas, como a capacidade de relacionamento interpessoal, por exemplo. Lembre-se de que num processo de selecção, serão as suas soft skills a ditar o resultado final.

3. Os seus pontos fortes
Quais são as suas características diferenciadoras? O que é que sabe fazer melhor do que ninguém? Foque-se nas suas realizações e nos seus casos de sucesso. Perante um determinado problema, como conseguiu resolvê-lo e que resultados obteve?

4. Defina objectivos
Defina objectivos a curto, médio e longo prazo e monitorize. O futuro não é limitado ao que está a acontecer hoje!

5. Mercado Alvo
Defina a sua lista de empresas alvo. Acompanhe essa listagem de perto. Conheça as tendências e a evolução não apenas dessas empresas, como do sector onde se inserem.

6. Mantenha atento
Mantenha- uma visão farol face ao mercado de trabalho. Esteja atento às tendências dos vários sectores de actividade e não apenas do seu. Lembre-se que há competências suas que são transferíveis.